NOTA À IMPRENSA SOBRE MATERIAL DIVULGADO A RESPEITO DA PRISÃO DE ALDEMIR BENDINE

Hello!

Gostaria de esclarecer o que diversos veículos de comunicação publicaram hoje, envolvendo a prisão do senhor Aldemir Bandine.

Com esse fato, alguns  levianamente voltaram a divulgar que existiria suspeita sobre supostos benefícios que ele teria oferecido, na condição de Presidente do Banco do Brasil, à minha empresa

Tais notícias são falsas, uma vez que, como já informado à imprensa, o Juízo da 10ª Vara Criminal Federal de São Paulo apreciou esses fatos e rejeitou a denúncia do Ministério Público Federal, pois entendeu que não pratiquei qualquer fraude com relação ao empréstimo concedido à empresa Torke pelo Banco do Brasil. Essa operação foi absolutamente regular e transparente, conforme a defesa elaborada pelo escritório Azevedo e Piccelli Advogados Associados já havia demonstrado durante a investigação policial.

Acrescente-se que a celebração do contrato de financiamento, que foi injustamente colocado sob suspeita, não causou qualquer prejuízo aos cofres públicos, já que, além de ter sido feita de acordo com os trâmites legais, se encontra com os respectivos pagamentos em dia.

O recurso apresentado pelo Ministério Público Federal foi rejeitado pelo Tribunal Regional Federal da Terceira Região, que confirmou, assim, que não existe qualquer indício de prática de ilegalidade por minha parte ou da empresa Torke.

É verdade que o Ministério Público Federal continua a tentar reavivar o assunto – primeiro interpôs recurso especial, não admitido pelo Tribunal Regional Federal da Terceira Região, e agora busca rever o julgamento em agravo dirigido ao Superior Tribunal de Justiça.

Tenho a convicção, contudo, de que a rejeição da denúncia será mantida, porque a acusação é absolutamente insubsistente!

Beijos

Val,